Eliminar as barreiras e possibilitar que pessoas com deficiência alcancem espaços, equipamentos, transporte, informação e comunicação, com segurança e autonomia é o que a lei de acessibilidade brasileira, considerada uma das melhores das Américas, assegura às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

No entanto, diferente do que rege a lei, estabelecimentos ou espaços, públicos e privados, de uso coletivo nem sempre estão preparados para receber e proporcionar uma boa experiência às pessoas nessas condições.

Dados do IBGE indicam que, no Brasil, há cerca de 5 milhões de pessoas com deficiência de mobilidade. Número mais do que suficiente para que as autoridades deem a devida atenção ao tema.

Contudo, apesar de ainda estarmos longe do ideal, cada dia mais locais se tornam acessíveis, e aumentam as chances de que pessoas com deficiência tenham as mesmas oportunidades do restante da sociedade de conhecer as belezas do nosso país

Continue lendo esse post e conheça alguns pontos turísticos brasileiros que já estão cumprindo os requisitos de acessibilidade: 

1. Rio de Janeiro

Referência sobre o Brasil para estrangeiros, o Rio de Janeiro merece o título de cidade maravilhosa. Vários pontos turísticos da cidade são acessíveis, não só às pessoas com deficiência motora, mas também a outros tipos de deficiência.

O Jardim Botânico, por exemplo, possui uma experiência sensorial que oferece às pessoas com deficiência visual, a possibilidade de “ver” as flores por meio de suas texturas e odores. 

Já o Pão de Açúcar, cartão postal da cidade, têm elevadores plataformas e banheiros adaptados. Os pedalinhos da Lagoa Rodrigo de Freitas conta com versões motorizadas que universalizam o acesso.

2. Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu é um dos destinos mais acessíveis do país. Pioneiro no turismo inclusivo, o ponto turístico localizado na fronteira do Brasil com a Argentina, possui passarela para cadeirantes em todas as quedas d’água – inclusive na Garganta do Diabo, considerada a maior delas. Lá, até mesmo os passeios mais radicais, como o salto de paraquedas, são possíveis para pessoas com deficiência física.

3. São Paulo

A grande metrópole brasileira está cada dia mais avançada no quesito mobilidade e acessibilidade. O Museu de Arte Moderna é considerado o complexo cultural mais acessível da cidade.

Além de acessibilidade para cadeirantes, o museu conta com recepcionistas capacitados para se comunicar em libras, acervos em braile e professores para atender pessoas com deficiência intelectual.

Outro espaço que merece destaque é a Pinacoteca, que possui rampas de acesso para pessoas com deficiência motora, intérpretes de libras e uma galeria tátil que possibilita que pessoas com deficiência visual também possam apreciar as obras de arte.

4. Fortaleza

Se o seu desejo for conhecer as belezas das praias de Fortaleza, saiba que, além de belas, elas também são acessíveis.

Desde o início de 2016, a capital cearense, oferece estruturas adaptadas de vôlei e frescobol, cadeiras anfíbias para idosos e pessoas com deficiência e banheiros acessíveis. No calçadão, além das rampas com acessibilidade, há também estações de exercício físico exclusivamente adaptadas para cadeirantes.

Gostou das nossas dicas? Conhece outros pontos turísticos com acessibilidade que valem a visita? Conte para gente nos comentários! 

4 de novembro de 2017

4 locais com acessibilidade que você provavelmente não conhece

Eliminar as barreiras e possibilitar que pessoas com deficiência alcancem espaços, equipamentos, transporte, informação e comunicação, com segurança e autonomia é o que a lei de acessibilidade […]
26 de outubro de 2017
adaptações veiculares

Adaptações veiculares – Saiba como funcionam para cadeirantes

Ter o veículo certo é fundamental para que os cadeirantes dirijam com conforto e segurança e para que tenham maior independência. Diante das necessidades específicas, as […]