Era aproximadamente 18 horas de uma sexta-feira, quando Maurício retornava do seu trabalho. Até então, tudo parecia dar certo para a viagem tão aguardada que faria com a família no dia seguinte. Mal sabia ele que aquele dia mudaria para sempre sua vida. Um motorista embriagado atravessou a rodovia e atingiu a lateral esquerda do seu veículo, ocasionando fraturas seríssimas em suas pernas.

Se identificou com a situação? Infelizmente, essa é a realidade para mais de 45 milhões de pessoas com deficiência (PcDs) no Brasil. Muitos desses cidadãos não sabem que podem obter uma série de benefícios. Entre estes está a isenção de IPI e ICMS.

Cadeiras de rodas, modificações no carro e na casa, busca por lugares acessíveis e muitas outras adaptações talvez façam parte da sua rotina. E por meio deste texto, queremos ajudar você a entender melhor a isenção de IPI e ICMS na aquisição de automóveis. Será que você tem direito? Há um valor limite para a compra? Confira!

Desconto ou isenção?

O termo usado pela maioria das pessoas é “desconto”. No entanto, a lei 8.989 de 24/02/1995 usa o termo isenção para se referir ao IPI — Imposto sobre Produto Industrializado.

O Convênio ICMS 38, de 30/03/12, usa o mesmo termo para tratar do ICMS — Imposto sobre Circulação de Mercadorias. O IPI e o IOF são impostos federais; já o ICMS e o IPVA são estaduais. Em alguns casos, todas essas isenções podem reduzir até 30% do valor final da compra.

Existe um valor limite para conseguir a isenção?

No caso da isenção de IPI, a lei não estipula limite ao valor do carro. Há limite quanto a cilindrada do motor, que não deve ser superior a 2.0 L. Já para obter a isenção do ICMS, o valor não pode ultrapassar 70.000 reais. Algumas fontes mencionam 60.000 reais, visto que esse era o limite até 27/07/09.

Mesmo com essa redução significativa no preço, é muito importante avaliar a relação custo-benefício na hora de adquirir um automóvel. Após 2 anos de uso, é possível trocar de veículo. Antes desse período, a venda do produto adquirido com isenção tornará obrigatória a restituição dos impostos eliminados anteriormente.

Quem tem direito à isenção de IPI e ICMS?

Houve uma reformulação nesse respeito, que entrou em vigor em 01/05/17. A cláusula segunda do Convênio ICMS 38, de 30/03/12 esclarece quem são os beneficiários. Veja a lista:

  • paraparesia;

  • paraplegia;

  • monoplegia;

  • monoparesia;

  • nanismo;

  • tetraplegia;

  • tetraparesia;

  • triplegia;

  • triparesia;

  • hemiplegia;

  • hemiparesia;

  • amputação ou ausência de membro;

  • paralisia cerebral;

  • membros com deformidade congênita ou adquirida;

  • deficiência visual (de acordo com certos parâmetros);

  • deficiência mental severa ou profunda;

  • autismo.

Esperamos que este post o tenha ajudado a ver mais de perto quais são os seus direitos. Conhecer é o primeiro passo, agora é preciso ir em busca deles. A isenção de IPI e outros impostos atrai a atenção de muitas pessoas, porém, é preciso se programar financeiramente ao comprar um carro e saber a hora certa para investir.

Se você gostou das dicas do post, assine nossa newsletter para receber nossas novidades gratuitamente em seu e-mail!

6 de novembro de 2017

Isenção de IPI e ICMS: quem tem direito?

Era aproximadamente 18 horas de uma sexta-feira, quando Maurício retornava do seu trabalho. Até então, tudo parecia dar certo para a viagem tão aguardada que faria […]
26 de outubro de 2017
adaptações veiculares

Saiba como funcionam as adaptações veiculares para cadeirantes

Ter o veículo certo é fundamental para que os cadeirantes dirijam com conforto e segurança e para que tenham maior independência. Diante das necessidades específicas, as […]
24 de novembro de 2016

Você anda de carro só aos finais de semana?

Veículos que rodam somente aos finais de semanas, não importa se são novos, seminovos ou usados, necessitam de manutenção tanto quanto os que rodam diariamente.
31 de outubro de 2016

Valor das multas de trânsito vai aumentar em novembro

Com as novas regras do Código de Trânsito Brasileiro, os valores das multas aumentam e infrações são agravadas A partir do dia 1º de novembro