Empresa americana diz que pessoas não terão carros em 2025
19 de setembro de 2016
4 dicas para seu filho aprender a gostar de estudar
20 de setembro de 2016

Eleições 2016 – Dicas de como votar certo

Com relação ao candidato

Procure saber quais são as competências dos cargos que o candidato pleiteia, ou seja, quais são as atribuições de um prefeito e um vereador. Quais seus limites de atuação. Isso vai te mostrar quais promessas eles poderão cumprir e quais não.

Escolha com a cabeça e não com o coração. Seu parente ou amigo, apesar do que ele representa para você, pode não ser o ideal para o município. Não se deixe levar pela emoção, por promessas e simpatia.


Com relação a escolha

Enxergue o candidato por trás da imagem que o marketing fez para ele. Em época de campanha são todos heróis.

Identifique nele qualidades que você sempre procura em uma boa pessoa. Sua índole, caráter, ética, moral, costumes e crenças.

Identifique os problemas da cidade que te preocupa e se ele terá condições e/ou capacidade de resolvê-los.

Avalie se a proposta do candidato são as suas prioridades. Estude seu plano de trabalho.
Busque e guarde todo material possível do candidato que você escolher, pois além de esclarecer suas dúvidas você poderá futuramente exigir o cumprimento da proposta.

Procure identificar quem conhece mais os p roblemas do município e quem fez a campanha mais ética.

Com relação a eleição

O voto uma ferramenta importante da democracia. Use-a. Não se isente. Os outros podem escolher errado por você.

Decida-se antes em quem votar e não mude mais. Não se deixe levar por “boca de urna”.

Evite ao máximo votar em branco ou anular o seu voto. O voto é uma conquista muito importante para deixar ser usado.


Depois da eleição

Cobre suas promessas de campanha. Fale com ele, mande e-mails, cartas, telefone. Acompanhe seu desempenho. Exija explicações. Elogie quando couber elogio e critique e repudie quando desempenhar mal suas funções. Fique de olho.

Se você esquecer as promessas assumidas em campanha favorecerá o mau político e facilitará a impunidade.