Isenção de IPI e ICMS: quem tem direito?
6 de novembro de 2017
Pessoa com deficiência ou PcD: qual o termo correto?
Pessoa com deficiência ou PcD: qual o termo correto?
17 de novembro de 2017

Quais os documentos necessários para adquirir um carro com isenção do ICMS?

Motoristas com necessidades especiais têm direito às isenções para deficientes oferecidas nas esferas federal, estadual e municipal. Uma das mais importantes é a isenção do ICMS, mas é preciso reunir a documentação certa para conseguir obter o desconto.

A isenção do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é um dos descontos mais buscados por portadores de deficiência ou pessoas responsáveis por elas. Isso porque os carros adaptados custam caro e o desconto ajuda a fechar a conta.

Confira o post que preparamos e saiba quais documentos são necessários para adquirir um carro com isenção do ICMS!

Isenção para deficientes: quais documentos preciso?

O número de deficiências que a isenção do imposto abrange chega a passar de 35, portanto, é bem provável que você esteja coberto pela lei. Agora, falta reunir a documentação e entrar com o pedido. Nós te mostramos um passo a passo, vamos lá?

Laudo médico

O laudo médico é obrigatório e está previsto nos parágrafos 1º a 3º do art. 1.401 – B, conforme a deficiência, e devem ser entregues no original ou cópia autenticada. É preciso dirigir-se até uma clínica credenciada pelo Detran e passar pela avaliação do médico perito.

Ele emitirá um laudo confirmando as deficiências alegadas e indicando as melhores adaptações para o veículo.

Comprovante de disponibilidade financeira

É preciso apresentar comprovantes que atestam a disponibilidade financeira para realizar a compra do veículo. A lista de documentos pode incluir desde contracheques até comprovantes de movimentações bancárias, como extratos da conta, etc.

Podem ser incluídos para a comprovação parentes do portador de deficiência, como cônjuge, companheiro em união estável e representante legal. Lembrando que é preciso comprovar disponibilidade para a compra e a manutenção do veículo a ser adquirido.

CNH atualizada

Também é preciso apresentar uma cópia autenticada da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) em dia e atualizada com a deficiência física do condutor, incluindo os dados sobre as adaptações necessárias ao veículo que o condutor com deficiência pode dirigir.

No caso de condutores autorizados (que irão dirigir para portadores de deficiência), é preciso apresentar a cópia da CNH de todos eles, conforme disposto nos parágrafos 3º e 4º, do art. 1.401 – B.

Comprovante de residência

Ainda é preciso reunir algum comprovante de residência e apresentar uma cópia. O comprovante deve estar no nome do portador de deficiência ou de seu responsável, desde que sejam seguidas as regras para autenticação e procuração nestes casos.

Declaração de imposto de renda e certidões negativas

Será preciso apresentar uma cópia da declaração de imposto de renda e também uma Certidão Negativa de Débito referente à Dívida Ativa Estadual.

Carta de não repasse de tributos

Essa carta (também conhecida como carta do vendedor) é um documento emitido pela montadora, especificando que o veículo atende aos requisitos da isenção do imposto.

Ou seja, que o carro não é de série, conta com todas as adaptações adequadas à deficiência apresentada e, portanto, não recolhe tributos. O veículo também precisa ser 0km, de fabricação brasileira, não ser utilitário e ter valor máximo de R$60 mil.

Como dar entrada no pedido de isenção do ICMS?

Após reunidos todos os documentos, o requerente deve preencher o requerimento no portal da Secretaria da Fazenda do seu estado e enviar a documentação. Esse procedimento pode variar um pouco de estado para estado, portanto, fique atento.

Caso seja verificada alguma irregularidade com os documentos apresentados, o requerente será devidamente avisado e terá até 30 dias para apresentar os documentos que atendam aos requisitos da lei.

Agora que você conferiu a documentação necessária para pedido de isenção do ICMS, compartilhe o post nas redes sociais para que mais pessoas conheçam as regras!