O que são acidentes pessoais e por que são tão importantes? | Potência Corretora de Seguros

O que são acidentes pessoais e por que são tão importantes?

Ao escolher um seguro, muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual cobertura é a mais indicada para as suas necessidades.

No artigo de hoje, vamos falar tudo sobre o seguro específico para acidentes pessoais: o que é, o que cobre, as suas vantagens e os motivos importantes para contar com essa cobertura. Não deixe de ler o post até o fim antes de tomar sua decisão! Confira:

O que são os seguros para acidentes pessoais?

Os seguros de acidentes pessoais são focados em casos de morte ou invalidez (parcial ou permanente) causadas exclusivamente por acidente. São as lesões que ocorrem de forma externa, involuntária, súbita e violenta, que podem causar sequelas físicas graves ao segurado, ou resultar em morte.

O tipo de acidente é o que determina o sinistro, a concretização dos riscos previstos na contratação do seguro. Em outras palavras, não são as consequências do acidente que vão dizer que o segurado deve receber a indenização, mas sim o próprio acidente.

É por isso que algumas lesões resultantes de quedas ou tombos, por exemplo, não são cobertos como acidentes pessoais, por mais que a pessoa fique um tempo machucada.

O que esse tipo de seguro cobre?

Em casos de acidentes pessoais que provoquem danos temporários, não há cobertura do seguro. Os seguros de vida cobrem qualquer tipo de morte, natural ou acidental, enquanto os de acidentes pessoais, apenas as mortes e os danos causados por acidente, como já vimos anteriormente.

Já os seguros de invalidez (parcial ou permanente) cobrem qualquer causa para invalidez, incluindo, então, os acidentes pessoais.

Por oferecer uma cobertura relativamente menor, os seguros de acidentes pessoais costumam ser mais baratos. O pagamento da indenização é feito diretamente ao segurado ou aos beneficiários, sem incidência de impostos, e o valor não entra no inventário do segurado nem pode responder por dívidas deixadas por ele.

Por que contratar a cobertura para acidentes pessoais?

Alguns cenários precisam ser levados em conta ao escolher esse tipo de cobertura. Vamos imaginar que você seja um profissional liberal, cujo trabalho depende intrinsecamente das suas mãos. Se você sofre um acidente que paralise ou limite os movimentos dos seus membros superiores, você não poderá exercer seu trabalho temporária ou permanentemente, e sua renda estará comprometida.

Nesse caso, é extremamente positivo contar com a indenização do seguro de acidentes pessoais, para que o impacto no orçamento familiar não seja tão grande. Para as lesões permanentes, então, a importância é ainda maior.

Para pessoas jovens, esse tipo de seguro é o mais indicado. Com menos chances naturais de morrer, pela pouca idade, é mais provável que esse grupo não tenha reservas financeiras suficientes para arcar com acidentes pessoais. Por isso, o seguro pode ser muito útil!

E se você trabalha em uma empresa que não oferece a adesão a apólices coletivas para acidentes, também é importante contar com o seguro individual, para proteger sua família e sua renda.

Por fim, saiba que, pelo baixo custo dos seguros de acidentes pessoais, é bastante comum que eles sejam contratados com outras coberturas complementares. Existe a opção de, em caso de desemprego, não pagar o seguro mensalmente, e cobrir a mensalidade da escola dos filhos, por exemplo.

O seguro de acidentes pessoais pode ajudar bastante nos momentos de dificuldade, e você tem a opção de substituí-lo ou complementá-lo com outras coberturas ao longo da vida, enquanto acumula patrimônio e melhora suas condições de arcar com acidentes.

Gostou do artigo e tirou suas dúvidas para estar segurado em casos de acidentes pessoais? Então, curta a nossa página no Facebook e continue acompanhando conteúdos interessantes como o de hoje!

Está com dúvidas? Faça sua pergunta aqui nos comentários!